Miguel Ángel Acero Álvarez Head of Digital Transformation & Industry 4.0

As empresas energéticas perante o desafio da transformação digital

Muitas das mudanças no setor da energia são causadas por atores que não são empresas tradicionais de energia. Estes novos e ágeis intervenientes no mercado estão cheios de  ideias e inovações para acelerar a agenda de descarbonização.

O crescimento deste tipo de empresas é originado por uma estratégia customer centric que visa transformar o modo como os serviços são prestados por empresas mais tradicionais.  Habituados ao nível de serviço que experimentam em outras indústrias, os clientes exigem mais das suas empresas de energia. Esta tendência é mais intensa com a  geração milenar, em comparação com outras faixas etárias, que mostra uma maior preferência pelas  interações com smartphones e é mais influenciada pelas opiniões on-line, recomendações de colegas e comparações de preços / produtos. 

Além disso, cada vez mais consumidores de eletricidade estão a tornar-se produtores ("prosumers"), mudando assim radicalmente o modelo tradicional de fornecimento de energia. Os clientes acham cada vez mais viável desligarem-se das empresas tradicionais de energia para gerar, armazenar e vender a sua própria energia. Prevê-se que estas tendências se prolonguem na próxima década, uma vez que a energia autogerada alcançará paridade de custo com a eletricidade fornecida à rede a partir de 2021. Isto faz com que a possibilidade de independência da rede esteja ao alcance de mais consumidores.  

Competir e gerar novos modelos de negócio num ambiente digital

Estas condições do mercado fazem com que as empresas energéticas mais tradicionais assumam a necessidade de um processo de mudança, questionem o modo como estão a prestar serviços aos seus clientes e vejam na transformação uma grande oportunidade para implantar projetos tecnológicos que possam atacar o core do seu negócio. Além disso, os avanços tecnológicos podem oferecer uma grande oportunidade de diversificação do modelo de negócio, como o veículo elétrico, onde, em geral, estão sendo exploradas as possibilidades de aproveitar o uso deste tipo de veículos. Também têm a oportunidade de identificar boas práticas de prestação de serviços que estão a ser implantadas noutros setores como o bancário, identificação por selfie, onboarding digital avançado, etc. Assim, sobre a mesa de todas estas empresas está a seguinte pergunta: Que iniciativas digitais e como devo implantar para alcançar a transformação digital?

Iniciativas digitais para alcançar a tranformação digital

Para responder é essencial saber o que as diferentes tecnologias facilitadoras podem oferecer aos negócios de energia:

  • Análise avançada. É possível melhorar a experiência dos utilizadores graças ao  fornecimento de plataformas digitais para uma visualização fácil e compreensível dos dados de consumo de energia agregados (mensais ou bimensais), custos, dados comparativos (históricos e entre pares), que fornece aos consumidores pontos de referência úteis para adaptar o seu comportamento e, além disso,  aconselhamento personalizado e eficiente para reduzir o uso e custo de energia. 
  • Inteligência Artificial. Os algoritmos de Inteligência Artificial (IA) permitem gerir de forma eficaz redes elétricas desenhadas para a prestação de serviço de carga. Assim, por exemplo, podem prever-se padrões de comportamento, por exemplo, numa noite de segunda a sexta em 2025, quando milhões de condutores de veículos elétricos chegam às suas casas e põem os seus veículos a carregar. Também se podem utilizar algoritmos inteligentes para comprimir, analisar e monetizar as enormes faixas de dados que se movem pelo ecossistema energético.
  • Blockchain. Esta tecnologia que facilita a desintermediação pode ser aplicada a processos como a cobrança da fatura de energia, a compra e venda de certificados energéticos ou a maneira como os prosumers interagem com a rede elétrica. Graças à sua implementação, é possível conhecer os detalhes dos dados de energia e a sua proveniência de forma fiável, trocar de energia escolhendo a melhor forma ou promover medidas para incentivar o consumo e produção de energias renováveis. Assim, o blockchain desempenhará um papel fundamental nos processos de certificação e rastreabilidade da energia, comércio grossista, informações sobre eventos em redes de distribuição, gestão de picos de consumo e gestão do autoconsumo.
  • 5G. Esta rede de comunicações 10 vezes mais potente que a rede 4G permite uma melhor gestão de serviços/conexões em tempo real, o que por exemplo facilita as empresas energéticas na realização da manutenção preventiva em tempo real de dispositivos remotos (geradores eólicos, painéis solares, centrais térmicas, sondas ambientais, máquinas industriais, etc.).

Estas tecnologias desempenham um papel fundamental num mundo em que as empresas procuram constantemente soluções tecnológicas que as ajudem a aumentar a eficiência e a reduzir os custos; enquanto, por outro lado, os consumidores estão mais informados sobre a proveniência da energia. É por isso que as empresas de energia devem maximizar o valor do seu ecossistema digital, envolvendo mais os seus clientes através de aplicações móveis e plataformas de redes sociais, assim como portais de autoatendimento e chatbots.  

A evolução dos sistemas de mobilidade e transporte também obrigarão a mudar o modelo de negócio, pois atualmente não é possível identificar todo o consumo elétrico de uma pessoa, independentemente de onde se ligue à rede elétrica, e centralizá-los num só contador ou fatura, mas com o aparecimento dos veículos elétricos será de grande interesse para o consumidor ter uma fatura centralizada, independentemente da localização dos pontos de recarga aos quais o veículo foi conectado.  

Conclusão

Perante este ambiente cheio de desafios e oportunidades, as empresas de energia precisam de uma estratégia dupla que se concentre nas necessidades diárias dos negócios atuais, inovando para o futuro ao aproveitar ao máximo as oportunidades que as tecnologias facilitadoras trazem para o seu negócio. Se desejas saber mais sobre como abordar o processo de transformação digital temos especialistas que te ajudarão.