Juan Guzmán Triviño Digital Transformation and Industry 4.0 Consultant

Hem direção ao Porto 4.0.: vantagens da transformação digital

As Autoridades Portuárias de todo o mundo encontram-se em fase de melhoria contínua para adotar novos modelos de funcionamento, mais eficientes, inovadores e direcionados para o serviço dos utilizadores, partindo de um conceito Smart Port,  ou porto inteligente, , que permita gerir de forma sustentável as operações e serviços portuários. Para ello , usando para tal toda a capacidade e potência oferecidas por todas as tecnologias habilitadoras ao seu alcance, tornando o porto numa comunidade portuária competitiva, sustentável e com uma administração ágil e eficiente. 

Estratégia para a Transformação Digital dos Portos

Este trabalho deLa  evolução portuária que se está a produzir de forma global procura tirar proveito dos processos de transformação digital dos cada porto s para le permitir-lhes permitirá ocupar o posicionamento desejado dentro do ecossistema portuário. Este processo deve desenvolver-se a partir de uma perspetiva estratégica abrangente, que deve responder a , en un um processo de construção com base nas seguintes etapas: 

  • Análise da situação atual, onde se parte de uma análise interna dos processos e soluções tecnológicas implementadas e de uma análise externa (contexto económico, portuário, regulatório, tecnológico), que servirá para identificar o potencial de melhoria do porto. Durante esta análise também se avaliarão as tecnologias e desenvolvimentos inovadores que estão a ser implementados, tanto no setor portuário como em outros setores (e que possam adaptar-se ao setor portuário)
  • Definição do Plano Estratégico e das linhas de ação, acompanhadas por uma análise custo-benefício que apoie a tomada de decisões e a priorização das mesmas.
  • Elaboração do roteiro com o conjunto de projetos necessários para alcançar a transformação digital e o desenvolvimento dos planos correspondentes, com uma abordagem abrangente e global das competências e funções da Autoridade Portuária. 

Integração tecnológica: chave na estratégia de Transformação Digital da Izertis

Na IZERTIS, na UTE, na MCVALNERA, estamos a realizá-lo para a  Autoridade Portuária de Gijón, como adjudicatários da definição do seu Plano Estratégico de Transformação Digital.

A experiência da IZERTIS neste tipo de trabalhocampo  indica-nos que a chave para o sucesso da transformação digital estará num aproveitamento eficiente e inovador das soluções tecnológicas às quais uma entidade pode ter acesso para gerar vantagens competitivas e novos modelos de negócios, baseados em serviços e produtos digitais, graças à  integração da tecnologia na sua estratégia, cultura e modelo de operações.

Por esta razão a estratégia a seguir não deve basear-se unicamente na implementação de  novas soluções tecnológicas, mas na sua integração de um modo estrutural para alcançar os objetivos de negócio previamente estabelecidos. Assim, acreditamos que a transformação digital deve permanecer ligada aos objetivos e estratégias da Autoridade Portuária combinando práticas e formas de fazer gerar novas propostas de valor.

Em consequência dos resultados do trabalho,  verifica-se que, atualmente, existem três eixos principais  nos quais se está a enquadrar os desenvolvimentos realizados por Autoridades Portuárias na perspetiva da digitalização do setor e da aplicação das novas tecnologias no âmbito logístico-portuário:

  • Digitalização dos sistemas, implementando as novas tecnologias em todos as áreas portuárias, permitindo uma gestão sustentável das operações e serviços portuários, utilizando para tal toda a capacidade e potência que as TIC oferecem.
  • Implantação de plataformas tecnológicas integrais que padronizem e integrem os diferentes sistemas que fazem parte de um porto, para transformar o porto num espaço mais eficiente, inovador e orientado lo para o serviço de utilizadores a partir de um conceito Smart Port,  ou porto inteligente. 
  • Mudanças nos parâmetros logísticos e de transporte, incluindo a eliminação da intermediação e a melhoria da troca modal, a fim de melhorar a competitividade das cadeias de transporte, com base na automação e robotização.

Vantagens que os Portos inteligentes oferecem

A transformação digital do porto permitirá, entre outros, os seguintes benefícios:

  • Melhorar a eficiência operacional.
  • Fornecer dados aos clientes em tempo real sobre o estado da carga ou sobre as condições de trabalho das instalações portuárias.
  • Integrar a atividade de navios e terminais.
  • Gerar novas experiências para clientes e utilizadores.
  • Reduzir o tempo para a entrega da carga.
  • Fornecer uma previsão maior do envio e registo da informação.
  • Fornecer informações sobre a situação dos navios e veículos de transporte terrestre e sobre o movimento do contentor e da carga.
  • Melhorar o planeamento de atraques, equipamento de manuseamento, das condições de armazenagem, etc.
  • Promover a cultura de inovação e mudança.
  • Agilizar e melhorar a colaboração interna.

Evolução no processo de transformação digital de um porto

Os portos evoluem na sua digitalização desde o porto eletrónico até ao 4.0. passando pelos seguintes estados:

  • Porto conectado. É aquele em que as operações portuárias atingiram um elevado nível de automação, substituindo a intervenção humana. A tecnologia fundamental é a  sensorização.
  • Smart Port. Estabelece-se em torno de uma plataforma digital que capta informação dos sensores e redes IoT, processa-a, expõem-na visualmente, ajuda a tomar decisões e até age; tudo em tempo real. Estamos a falar principalmente sobre Big DataMachine Learning.
  • Porto 4.0. É um conceito análogo ao da Indústria 4.0, e inclui dele o que se refere ao fluxo de informações com o exterior. Desta forma, à inteligência do Smart Port é adicionado aqui o seu papel como um nó nas redes de fornecimento, energia e informação. 

Ligado ao Porto 4.0. aparece o conceito de sincromodalidade, segundo o qual as partes interessadas da cadeia de transporte interagem ativamente dentro de uma rede cooperativa para planear com flexibilidade os processos de transporte e poder alternar em tempo real entre modos de transporte adaptados aos recursos disponíveis. Esta operação permite ao cliente determinar antecipadamente os requisitos básicos de transporte: custos, duração e aspetos de sustentabilidade, lo que será fundamental parao que implica uma ferramenta fundamental n a descarbonização e na otimização logística em geral. 

Conclusões

Na IZERTIS acreditamos que a transformação digital representa presenta um conjunto de novas oportunidades para o desenvolvimento portuário, que nascem graças fruto de la à evolução e la democratização da tecnologia. Representa uma mudança (transformação)Esta transformación  que não es é apenas tecnológicaa, mas que também implica además dotar as pessoas la dotación de novas competências  e também implementar inovações la puesta organizacionais que afetarão tanto os processos como o próprio modelo de negócios e a prestação de serviços. Na Izertis temos um compromisso com o futuro das organizações para levar a transformação digital a bom porto.