Servicios IT
Juan Carlos Seco Lead of Presales

Desafios, tendências e objetivos para 2022

Na situação atual em que as relações sociais estão a ser alteradas devido à necessidade de reduzir na medida do possível o contacto direto entre pessoas, este ano a grande tendência estará claramente relacionada com a implementação e desenvolvimento de ambientes colaborativos e de teletrabalho.

Na Izertis, acreditamos que os principais desafios que nos são apresentados para este novo curso tecnológico são:

Trabalho híbrido. As empresas estão a ver-se obrigadas a apostar em modalidades mistas de trabalho presencial / remoto e estão a esforçar-se para implementar os sistemas necessários para manter a produtividade nestes cenários. Devido a estas apostas, os integradores devem ajudar as empresas a estabelecer mecanismos e plataformas de colaboração para poder criar "experiências conectadas".

Conceito ou filosofia em que qualquer investimento feito em IT nas empresas deve ser baseado numa premissa, a segurança

Segurança por defeito. Consolidar este conceito ou filosofia em que qualquer investimento feito em IT nas empresas deve ser baseado numa premissa, a segurança. Não deve existir desenho, arquitetura ou desenvolvimento onde o ponto de origem não seja a segurança, daí a necessidade de implementar soluções testadas para suportar todo o tipo de contingências ao nível de catástrofes, ataques e autocorreção de vulnerabilidades.

Ecosistemas híbridos: reforçar a tendência verificada nos últimos anos, onde já não existe um compromisso para uma migração absoluta para a cloud, dada a necessidade de muitas empresas estarem "próximas dos dados". Este modelo, no qual a cloud é utilizada como uma extensão do Datacenter, prevalece nos cenários tecnológicos das médias e grandes empresas.

Além disso, está-se a observar uma tendência clara nas grandes empresas para realizar análises das diferentes opções de clouds públicas ou privadas a fim de contratar o modelo de serviço mais adequado em função das necessidades que tenham, contando com ferramentas para a administração centralizada das suas clouds e proporcionando assim uma economia de custos nos casos de negócio.

Graças à evolução dos grandes operadores de Cloud, estão a disponibilizar a terceiros API’s de integração com grandes fabricantes que estão a facilitar o rápido desenvolvimento desta estrutura, transformando muitos cenários clássicos de IT num modelo praticamente completo de IT as a Service (ITaaS).

Automatizações: graças à facilitação do processo das automatizações IT, começamos a conseguir que conceitos como a melhoria contínua e a otimização de processos ajudem as empresas a alcançar objetivos tão procurados como a poupança de custos e a redução de tempo.

O que podemos oferecer neste aspeto da consultoria, graças às várias ferramentas existentes para este fim e a uma filosofia DevOps altamente apurada, está a alcançar um grande progresso e sucesso nesta área dentro de qualquer setor IT.

Workplace: todos os pontos acima referidos, incluindo a introdução a este artigo, recaem por sua vez sobre um conceito que até há poucos anos atrás não tinha a importância que merecia. O Workplace continuará a ser um dos grandes desafios dos próximos tempos porque, embora a maioria das empresas o tenha adotado em maior ou menor grau, é evidente que este local de trabalho (seja para o seu próprio staff ou para fornecedores terceiros) deve evoluir, implementando medidas de segurança em conformidade com o serviço que este modelo presta numa empresa.

Ao mesmo tempo, temos de avaliar tudo o que o Workplace implica. Não só a utilização que se dá a este tipo de solução, mas também cada vez mais se procura avaliar a produtividade obtida com esta nova mudança de paradigma na forma como trabalhamos e nos conectamos ao nosso local de trabalho, às nossas aplicações e ao negócio.

Para todos estes desafios anteriores que, claramente, estarão sobre a mesa das empresas nos próximos meses, nós na Izertis acreditamos que devemos ajudar a alcançá-los, estabelecendo objetivos claros baseados em quatro pilares fundamentais:

Consultoria

O atual cenário tecnológico e as necessidades das empresas poucas vezes podem ser resolvidos com a aquisição de um produto específico ou com a incorporação de um determinado perfil num posto de trabalho vago.

Atualmente, a necessidade de, perante um determinado problema de um responsável de IT, existir um grupo de profissionais que através da sua experiência e conhecimento do mundo tecnológico saiba aconselhar, orientar e acompanhar os clientes tecnologicamente, é fundamental.

Os principais objetivos a serem cobertos por esta consultoria estarão ligados a:

  • Independência da infraestrutura: é imperativo que qualquer desenvolvimento novo seja gerado com a obrigatoriedade de ser indiferente o seu local de execução. Deve se permitir a evolução dos sistemas para executar em qualquer local e dar às empresas a possibilidade de transformar a sua IT numa solução PaaS & SaaS que permita a escala horizontal.
  • Desenho sem falhas: conceitos como pensar no ponto de falha nas fases iniciais, estratégias de resiliência e recuperação, estabelecimento de múltiplas zonas ou regiões, entre outros, deve ser a prioridade em qualquer reunião e conversa com empresas após a receção das suas necessidades.
  • Redução de custos: devemos ser capazes de fazer evoluir os cenários dos nossos clientes propondo melhorias nos processos já estabelecidos para a redução de tempo e, por conseguinte, melhorar o caso de negócio. Através de sistemas como Autoscaling, dedicação de clouds para ambientes de desenvolvimento e de testes e a implementação de relatórios de utilização de serviços, seremos capazes de progredir neste aspeto.

Cloud

Neste pilar fundamental do mundo IT de hoje em dia, os principais objetivos que devemos ajudar a alcançar são:

  • Multi-cloud: devemos realizar uma análise dos serviços oferecidos pelos principais fornecedores (Microsoft Azure, Amazon Web Services, IBM Cloud, Google Cloud) para que, juntamente com as ferramentas de orquestração existentes e a "Cloud Analytics" de que dispomos, possamos construir ambientes cloud avançados agrupando os melhores serviços em termos da relação qualidade/preço de cada um dos fornecedores.
  • Novos negócios e serviços: há uma multiplicidade de serviços e casos de uso que, graças à evolução da cloud como tecnologia, podemos começar a incluir nesta possível revolução tecnológica. Principalmente medidas relacionadas com a segurança e o “compliance” permitem a transferência e evolução de negócios e serviços tradicionalmente On Premise para um ambiente cloud.

De outro ponto de vista, não menos importante, a cloud está a ajudar muitas empresas a cumprir os seus compromissos ambientais e a obter a ISO 14001 que responde às necessidades de reduzir a pegada de CO2 que emitimos anualmente. Ao ajudar os nossos clientes a elaborar estes potenciais Business Cases, estabeleceremos um bom ponto de partida para o sucesso da transformação.

Workplace

Tal como fomos destacando nos pontos anteriores, um resumo de todos os objetivos existentes nas principais áreas tecnológicas é um objetivo comum para qualquer cenário de Workplace na atualidade.

Em conceitos como o modelo de trabalho híbrido, a Employee Experience deve ser uma das principais preocupações. A promoção de ambientes de colaboração, redes sociais corporativas e redução de custos através de soluções DaaS ou SaaS serão estabelecidos como principais objetivos em todas as conversações.

Para alcançar um aumento de produtividade, os modelos de IA para a gestão e administração de locais de trabalho

Para alcançar um aumento de produtividade, os modelos de IA para a gestão e administração de locais de trabalho estão a ganhar terreno no mercado. A Monitorização do desempenho e atividade pode também conduzir a melhores fluxos de trabalho que nos ajudarão a melhorar o desempenho do trabalhador ou fornecedor.

Além disso, e como nos encontramos com cenários de Cloud, graças à evolução das soluções de teletrabalho, graças à entrada de novos periféricos compatíveis com este modelo e tecnologias de realidade aumentada, permitir-nos-á aumentar o alcance dos cenários que poderemos cobrir. Por sua vez, a oferta de soluções de comunicações unificadas integradas no Workplace permitiu que o leque de casuísticas que se podem cobrir crescesse exponencialmente. Ou, permita ao investir na digitalização de processos e serviços, que se possam alojar dentro de qualquer ambiente de Workplace mais convencional.

Infraestructura

Qualquer evolução tecnológica, seja num modelo On Premise ou qualquer outro modelo, deve necessariamente ser acompanhada por uma evolução da infraestrutura em que se baseiam todos os sistemas e IT em geral.

Os principais objetivos com os quais ajudaremos a alcançar aos desafios e exigências que temos discutido serão baseados na:

  • Modernização do Datacenter através da implementação de infraestruturas hiperconvergentes, transformando o conceito de "gestão do hardware" em gestão centralizada definida por software. Com soluções em que reina o excesso de cloud, serviços tais como backup, Disaster Recovery, gestão de comunicações do fornecedor e a segurança do perímetro do endpoint podem ser delegados num formato pay-per-use e estabelecê-lo na cloud.
  • Outro dos grandes conceitos melhorados são todos aqueles relacionados com o networking, onde mediante tecnologias relacionadas e evoluídas graças ao 5G, a possibilidade de melhorar e estabelecer mecanismos de robustez nas comunicações através do SD-WAN, Service Mesh e Edge Networking, tornaram possível que todos os desenvolvimentos mencionados nestas linhas e que são o futuro da tecnologia, se tornem realidade.

Acreditamos verdadeiramente que todas estas tendências, objetivos e desafios aqui apresentados, criarão as bases para a modernização tecnológica que nos espera e que nos próximos anos, graças em parte à promoção do investimento dado por ações como os Fundos Next Generation UE e todas as ajudas e subsídios estatais que serão desenvolvidos a partir deles, estabelecerão o novo índice de soluções tecnológicas dos próximos projetos mais solicitados pelas empresas a nível nacional e internacional.